×

Pesquisadores alertam para novo vÝrus da Zica no Brasil


Pesquisadores alertam para novo vÝrus da Zica no Brasil

A zika foi diagnosticada pela primeira vez no Brasil em maio de 2015, quando se propagava pelo Nordeste transformando-se em epidemia. Contudo, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou emergência mundial pela doença em fevereiro de 2016. Agora, mesmo em meio a pandemia do Covid-19, uma nova linhagem do vírus da zika foi descoberta por pesquisadores do Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde (Cidacs) da Fiocruz Bahia.

De acordo com o último boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB), no período de 29/12/2019 a 13/06/20, o estado teve pelo menos, 2.730 casos prováveis de Zika, casos/100 mil habitantes. No mesmo período de 2019, foram notificados 1.411 casos prováveis, o que representa um aumento de 93,5%.

Já para o Ministério da Saúde, das principais arboviroses que circulam no Brasil, a zika tem sido a com menor número de casos em 2020: foram notificados 3.692 casos prováveis (taxa de incidência 1,8 casos por 100 mil habitantes. “Mas essa situação pode mudar caso uma nova linhagem genética comece circular na população”, alerta.

Segundo pesquisadores do (Cidacs), a descoberta aconteceu por meio de uma ferramenta que monitora as sequências genéticas do vírus, os cientistas detectaram, pela primeira vez no país, um tipo africano dele, com potencial de originar uma nova epidemia.

Em entrevista para o site G1, Artur Queiroz, um dos líderes do estudo, explicou que dois dados indicam que a linhagem circulou pelo Brasil em 2019. “Ela foi encontrada em dois Estados distantes entre si: no Rio Grande do Sul e no Rio de Janeiro. Os hospedeiros que “abrigavam” os vírus eram diferentes: um mosquito “primo” do Aedes aegypt, chamado Aedes albopictus, e uma espécie de macaco”.

SINTOMAS

Os sinais de infecção pelo Zika vírus são parecidos com os sintomas de dengue, e começam de 3 a 12 dias após a picada do mosquito. A maior parte dos indivíduos, cerca de 80 %, após se infectar com ZKV não desenvolverá qualquer sintoma da doença. Os sintomas de Zika Vírus, quando presentes, são:

Febre baixa (entre 37,8° e 38,5°C) Dor nas articulações (artralgia), mais frequentemente nas articulações das mãos e pés, com possível inchaço Dor muscular (mialgia) Dor de cabeça e atrás dos olhos Erupções cutâneas (exantemas), acompanhadas de coceira. Podem afetar o rosto, o tronco e alcançar membros periféricos, como mãos e pés Conjuntivite: um quadro de vermelhidão e inchaço nos olhos, mas em que não ocorre secreção.

A infecção pelo Zika Vírus na gestação, existem várias questões permanecem ainda sem resposta como: em que fase da gestação o vírus zika pode causar alterações congênitas, em que proporção as gestantes infectadas pelo zika transmitem a infecção aos fetos, por quanto tempo após a aquisição da infecção permanece o risco dessa transmissão, entre diversas outras indagações.

Sem tratamento específico, as complicações causadas pelo Zika vírus na gestação podem ser diminuídas pelo diagnóstico e acompanhamento precoce dos recém-nascidos acometidos e o Ministério da Saúde estabeleceu protocolos específicos para identificação dos casos.




Autor postado em 29/06/2020


Comentários

NŃo hß comentßrios para esse Artigo!

Mande uma Resposta

Arquivos

  • Julho de 2020
  • Junho de 2020
  • Maio de 2020
  • Abril de 2020
  • Mar´┐Żo de 2020
  • Fevereiro de 2020
  • Janeiro de 2020
  • Dezembro de 2019
  • Novembro de 2019
  • Outubro de 2019
  • Setembro de 2019
  • Agosto de 2019
  • Julho de 2019
  • Junho de 2019
  • Maio de 2019
  • Abril de 2019
  • Mar´┐Żo de 2019
  • Fevereiro de 2019
  • Janeiro de 2019
  • Dezembro de 2018
  • Novembro de 2018
  • Outubro de 2018
  • Setembro de 2018
  • Agosto de 2018
  • Julho de 2018
  • Junho de 2018
  • Maio de 2018
  • Abril de 2018
  • Mar´┐Żo de 2018
  • Fevereiro de 2018
  • Janeiro de 2018
  • Dezembro de 2017
  • Novembro de 2017
  • Outubro de 2017
  • Setembro de 2017
  • Agosto de 2017
  • Julho de 2017
  • Junho de 2017
  • Maio de 2017
  • Abril de 2017
  • Mar´┐Żo de 2017
  • Fevereiro de 2017
  • Janeiro de 2017
  • Dezembro de 2016
  • Novembro de 2016
  • Outubro de 2016
  • Setembro de 2016
  • Agosto de 2016
  • Julho de 2016
  • Junho de 2016
  • Maio de 2016
  • Abril de 2016
  • Mar´┐Żo de 2016
  • Fevereiro de 2016
  • Janeiro de 2016
  • Dezembro de 2015
  • Novembro de 2015
  • Outubro de 2015
  • Setembro de 2015
  • Agosto de 2015
  • Julho de 2015
  • Junho de 2015
  • Maio de 2015
  • Abril de 2015
  • Mar´┐Żo de 2015
  • Fevereiro de 2015
  • Janeiro de 2015
  • Dezembro de 2014
  • Novembro de 2014
  • Outubro de 2014
  • Setembro de 2014
  • Agosto de 2014
  • Julho de 2014
  • Junho de 2014
  • Maio de 2014
  • Abril de 2014
  • Mar´┐Żo de 2014
  • Fevereiro de 2014
  • Janeiro de 2014
  • Dezembro de 2013
  • Novembro de 2013
  • Outubro de 2013
  • Setembro de 2013
  • Agosto de 2013
  • Julho de 2013
  • Junho de 2013
  • Maio de 2013
  • Abril de 2013
  • Mar´┐Żo de 2013
  • Fevereiro de 2013
  • Janeiro de 2013
  • Dezembro de 2012
  • Novembro de 2012
  • Outubro de 2012
  • Setembro de 2012
  • Agosto de 2012
  • Julho de 2012
  • Junho de 2012
  • Maio de 2012
  • Abril de 2012
  • Mar´┐Żo de 2012
  • Fevereiro de 2012
  • Dezembro de 2011
  • Novembro de 2011
  • Outubro de 2011
  • Setembro de 2011
  • Agosto de 2011
  • Julho de 2011
  • Junho de 2011
  • Maio de 2011
  • Abril de 2011
  • Mar´┐Żo de 2011
  • Fevereiro de 2011
  • Janeiro de 2011
  • Dezembro de 2010
  • Novembro de 2010
  • Setembro de 2010
  • Abril de 2010
  • Janeiro de 2006
  • Dezembro de 0
  • Publicidade